Movimentação Todo-o-terreno

HM400-3 é o modelo mais recente da gama de dumpers articulados da Komatsu

Komatsu HM400-3Restringir eficientemente consumos prevalece como um factor competitivo fulcral para o histórico “full liner” de máquinas para construção e minas japonês, que ganha posições no segmento dos transportes todo-o-terreno: gama agora com cinco modelos, a sua terceira série (HM300-3 e HM400-3) supera em muito a renovação do desenho.

 A marca representada em Portugal, Angola e Cabo Verde pela Cimertex, S.A. (www.cimertex.pt), apresentou o dumper articulado HM 400-3, que incorpora um novo sistema para controlo integral do conjunto motriz, favorecendo a tracção e a mobilidade em condições de progressão adversas, travagem auxiliar (dispositivo retarder automatizado) e um propulsor diesel de última geração, apto a debitar valores de potência e binário elevados, mas obtidos com níveis de consumo e emissões menores. Sem prejuízo da resistência, foram também operadas melhorias relativamente ao peso global – factor preponderante no desempenho e na economia.

Disponibilizando uma potência de 473 cv e designado por SAA6D410, o motor diesel de seis cilindros desenvolvido pela Komatsu constituiu um elemento decisivo no programa de optimização operacional dos camiões articulados todo-o-terreno que a marca tem vindo a implementar. Além do cumprimento de legislação ambiental vigente e futura (normas UE Stage IIIB / EPA Tier 4 Interim), os incrementos introduzidos visam uma redução efectiva no que respeita a encargos por tonelada de material transportada: para os melhores resultados em termos de utilização do combustível foram essenciais a adopção de um turbocompressor de geometria variável accionado hidraulicamente (KVGT – Komatsu Variable Geometry Turbocharger) e da válvula EGR, destinada à recirculação dos gases de escape, que administra o fluxo aplicável em cada ciclo de admissão. Na vertente do controlo de funcionamento, a gestão electrónica permite responder às exigências de energia consoante diversas variáveis detectadas em andamento, encontrando-se o veículo totalmente carregado ou em vazio. Ainda neste capítulo, existe uma interação aperfeiçoada com a transmissão, impedindo eficazmente quebras na motricidade (por binário excessivo e consequente escorregamento das rodas ou por insuficiência na energia transferida ao solo).

Transmissão “adaptativa” e suspensão hidropneumática independente

KHM400b

Com seis relações para avanço e duas de marcha atrás, a transmissão é completamente automática e dispõe de um controlador electrónico destinado a suavizar o engrenamento e a impedir perdas de binário intercalares

Com o intuito de melhorar as prestações dinâmicas do HM400-3, foi incluído o controlo de tracção K-TCS que actua automaticamente em função dos dados obtidos por sensores localizados nas rodas: perante maior resistência à rodagem, sendo aplicada máxima força motriz e por isso ocorrendo eventuais falhas de aderência, sem intervenção do operador, o sistema activa de imediato o bloqueio diferencial, podendo nestas circunstâncias funcionar também os travões para limitar o escorregamento. A par das melhorias de progressão conseguidas, é também incrementada a durabilidade dos pneus.

Com seis relações para avanço e duas de marcha atrás, a transmissão é completamente automática e dispõe de um controlador electrónico destinado a suavizar o engrenamento e a impedir perdas de binário intercalares. De modo sincronizado, conforme a posição da alavanca selectora, regime do motor, velocidade do veículo e força requerida, é definida automaticamente a relação necessária. Hidropneumática e independente, a suspensão estabiliza o conjunto, proporcionando contacto permanente das seis rodas com as superfícies.  Item de segurança essencial, o poderoso dispositivo retarder sustém eficazmente o veículo nos declives acentuados.

Estruturas robustas para cargas extremas  

KHM400aAtendendo às características das operações de transporte de terras e rochas a realizar pelo HM400-3, a caixa basculante, assim como diversos componentes estruturais ou o sistema de articulação inter-chassis – que influi na mobilidade – foram reforçados para suportar impactos constantes e tensões elevadas. Proposto como opção, um dispositivo de pesagem fornece os valores exactos das cargas, que são visualizados no painel de instrumentos da cabina e transferidos para a base de informação remota do sistema supervisor Komtrax.

A altura de 3.164 mm das laterais da caixa possibilita que o carregamento seja efectuado por escavadoras hidráulicas de classes acima das 30 toneladas e pás carregadoras com baldes entre 3,8 e 5,7 m3. Até 70 graus de inclinação, o basculamento realiza-se por intermédio de dois cilindros hidráulicos.

Melhor ambiente para o operador

Também houve melhorias no capítulo do conforto e segurança: a nova cabina envolve um habitáculo espaçoso e isolado contra ruído, poeiras e vibrações. Uma superfície em vidro mais extensa e o desenho global da zona dianteira, sobretudo a inclinação do compartimento do motor, ampliam a visibilidade a partir do posto de comando.

Assento ergonómico regulável e amortecido, revestimentos em materiais de qualidade e climatização eficaz são igualmente importantes para o operador. Os instrumentos situam-se segundo uma lógica funcional e de proximidade que facilite o acesso, o manejo e a leitura. Com sete polegadas, o monitor táctil LCD de alta resolução possibilita estabelecer parâmetros de trabalho e verificar dados sobre o estado da máquina. Adicionalmente, uma aplicação denominada por ECO Guidance auxilia o operador com instruções para diminuição do consumo de combustível.

EMMS – Equipment Management Monitoring System e Komtrax

Desde há vários anos que a Komatsu é reconhecida pela fiabilidade dos meios computorizados para diagnóstico dos seus equipamentos. A evolução neste âmbito revelar-se-ia fundamental, transformando práticas relacionadas com a manutenção e inclusive a própria gestão das frotas: o EMMS, pela sua abrangência, constitui por isso um recurso importante para prevenção e análises acerca do estado de componentes. A emissão atempada de alertas e indicações precisas sobre níveis de fluidos, temperaturas ou desgaste, impedem anomalias e paragens inesperadas. Torna-se assim simplificado elaborar planos de operação e serviço consoante os registos disponibilizados pelo EMMS, associando-se ao sistema de supervisão remota (via satélite) Komtrax – uma plataforma informativa acessível pela Internet que congrega todas as funcionalidades para gestão e controlo de quaisquer equipamentos Komatsu.